sábado, 30 de abril de 2011

DIAS - por Eg Jhones

Fonte: Memórias de um Cavaleiro
O belíssimo e emocionante texto abaixo é de um grande amigo, Eg Jhones, que gentilmente, nos cedeu a honra de ler uma verdadeira lição de vida, positividade e força de um guerreiro do dia-a-dia.

Deleitemos-nos e reflitemos, ainda mais, em nossos DIAS, sobre como podemos e devemos ser melhores a cada dia:
 
DIAS
 
"Todos os dias eu acordo com duas vozes em meu ouvido, tentando-me para atos bons e ruins.
Todos os dias eu acordo pensando em abrir mão de minha vida, logo, olho pra o lado e vejo as coisas que conquistei. Guerras, batalhas e sucessos.
Todos os dias quando acordo tenho a sensação que o dia não vai ser proveitoso. Daí ponho o pé no chão e lembro de tudo que preciso pra organizar melhor meu dia.
Todos os dias quando acordo, lembro que preciso ser bem mais forte quando tinha oito anos de idade, e cuidava de meu irmão que tinha quatro anos. Nesse tempo só víamos nossa mãe à noite, pois ela trabalhava em dois lugares.
Todos os dias que eu acordo lembro que não terei o colo que preciso. As pessoas hoje não estão tão comprometidas como antes.
Todos os dias quando acordo cutuco o leão mais forte e impiedoso da selva. Isso é pra provar quê; Se eu consigo matá-lo (Sendo o mais forte) os outros são fichinhas.
Todos os dias quando acordo sonho por dias melhores. Isso mesmo; Dias melhores!
Todos os dias quando acordo não me sinto tão seguro. Mas me torno seguro e forte por saber que Deus me ilumina a cada dia que me comprometo a acordar.
Um dia vou acordar e sentir tudo de uma forma diferente.
Sentirei mais leveza, positividade e a certeza que só preciso acordar pra meu dia começar."

By Eg Jhones!

sábado, 23 de abril de 2011

CRISTO PERDOOU JUDAS... POR QUE NÓS, NÃO?

Fonte: Pelas rodagens da vida
Todo ano, no sábado de Aleluia, me questiono a mesma coisa: "se Crito perdoou Judas, por que nós não?", o que temos nós de melhor do que o Cristo? ...

Ora, vejamos, o que fizemos nós de melhor? Então, não fomos nós, humanos como Judas, que também viramos as costas para o Salvador e cuspimos, gritamos e o condenamos a caminho da crucificação?

O que fizemos, desde então, com a lição que o Nazareno nos deixou, sobre nobreza dos sentimentos? 

Muito fácil tocarmos fogo no Judas e acreditarmos que merecemos o céu... Só nós mesmos! Pobres humanos hipócritas, medíocres e pequenos. Cristo é muito mais. Nos quis dizer e disse muito mais, mas, só pegamos o que queremos e ainda criamos um fuga de nossos atos assim: queimando Judas e vendo o que ele deixou para quem... Judas morreu e deixou a lição de que somos iguais ou piores de que ele. Quem é capaz de perdoar, assim como o fez o Cristo? Isso Ele nos ensinou: PERDOAR. Isso, nunca seguimos. Disso, o contrário fazemos e fazemos cheios de razão e graça... Engraçado, né, ser patético e acreditar que estamos fazendo algo grandioso!

Grande tradição: malhar o Judas... Não me recordo de ver, em nenhuma passagem, que o Cristo nos ensinou isso. Sei não, fazemos e criamos coisas e achamos que estamos seguindo o caminho certo. Será que estamos querendo ser mais do que O Mestre?

Quando faremos o que é certo, mesmo? Onde está o sentimento cristão, no ato de julgar o outro?

CRISTO PERDOOU, A GENTE NÃO. PORQUE A GENTE NÃO ASSUME O QUANTO A GENTE ERRA E PREFERE QUEIMAR O JUDAS... QUE REPRESENTA A NÓS MESMOS... O QUE FIZEMOS NÓS PARA SALVAR JESUS? O QUE FAZEMOS, HOJE, PARA HONRAR SUA MORTE? ELE NÃO PODE TER DADO SUA VIDA EM VÃO... FAÇAMOS POR MERECER, NOS ELEVANDO DE VERDADE! FAZENDO O BEM!!!

Meu Pai, a gente ainda precisa entender muita coisa que está "na cara", mas, amamos nos sentir superiores em nossa infame inferioridade. Queremos ensinar e tradicionalizamos o que nem existe... aliás, passou a existir porque algum ser humano criou essa babaquice e cultuamos a isso: a banalização. É época de se falar em perdão, não em condenação. 

GENTE, A GENTE CONDENA QUEM JÁ FOI PERDOADO... Tem sentido? Que fique claro, Jesus NUNCA nos ensinou o que fazemos HOJE!!! Fazemos porque queremos e insistimos em perpetuar a mediocridade.

Pensemos e ajamos mais e melhor!

Pat Lins.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

ENQUANTO NÃO SEI COMO LIDAR, VOU MANTENDO UMA DISTÂNCIA SAUDÁVEL

Pois é... esse lance de "família é o que há de mais importante" eu acredito, mas, acredito na honestidade, acima de tudo.

Ouvir uma pessoa super contraditória e complicada falar isso e ter que escutar calado deve ser difícil. Sorte que eu não estava na hora, senão diria: "você valoriza a sua, tanto assim? Deveria começar definindo com clareza 'valorizar'." 

É por isso que dificulto meu progresso como pessoa, ainda tenho essas reações pequenas, que se alimentam de minha frágeis fraquezas humanas e imperfeitas. Fazer o quê? Por um lado, bom sinal: sei que sou humana. Por outro: ai, ainda sou tão humana... risos.

É por essas e outras das minhas imperfeições que, sabendo que algumas coisas ainda me incomodam e ainda não sei o porquê, enquanto não saio desse patamar, mantenho a distância saudável - fico longe do que me incomoda, para evitar desgaste e reações desagradáveis. Vai que eu abro a boca... ia ser chato para quem ouve - de todos os lados - e para mim, que ainda ia sair como errada por também falar o que penso. Engraçado é que todo mundo pode falar e fingir que concorda na frente, falar por trás... só não é permitido falar na frente porque a verdade ainda incomoda muito. Se não sei calar e deixar passar, respeitando que é o jeito da pessoa de falar sem fazer o que fala; se não é certo falar a verdade... melhor eu manter a distância saudável. Assim, ninguém sofre, né verdade? E minha anaconda - uma enorme lombriga que se contorce dentro de mim, quando preciso engolir as hipocrisisas alheias, desse povo que adora tirar onda de ser zen, sem ter a menor noção do que seja ser leve e equilibrada - é muito grande, então, nessas horas, quando me deparo com falsidade e hipocrisia ela se mexe muito forte, obrigando minha boca a abrir e pronto! A minha verdade sai. 

Melhor manter distância para não fazer que minha verdade queira ser maior do que a dos outros. Vejo que cada um tem sua própria verdade. E, se ela serve de consolo e engessamento, cada um com seu cada um, né verdade?! E, quem disse que minha maneira de agir é a melhor? Por isso, respeitando a política da boa convivência, me permito refletir sobre o motivo que me incomoda as pessoas serem como são e me questiono: "por que não sei respeitar que cada um tem seu tempo e seu ritmo, já que falo tanto isso para mim?". Pois é, tenho muito que refletir sobre PERDÃO nessa páscoa. 

Isso é que chamo de distância saudável: evito estar em ambientes que considero insalubres, enquanto ainda os considero como insalubres. No dia em que não me tocar em mais nada, quando eu conseguir me libertar do que me incomoda - que está em mim... não de mudar as pessoas... falo de mudar o que incomoda em mim diante de certas pessoas, não mudar a pessoa - aí, sim, poderei transitar com mais liberdade e tranquilidade. Aí, terei paz. Essa de se forçar a estar em todos os lugares com medo do que todo mundo vai pensar e/ou falar de minha ausência é muito mais pesado para mim do que respeitar o espaço de cada um, inclusive o meu.

Saudações e boa páscoa,

Pat Lins.

terça-feira, 12 de abril de 2011

BAHIA - mãe gentil da pátria amada, Brasil

Bahia, clamo a tua autonomia!
Clamo a ti, ó Bahia que sede grande, como és
não só pelas palmas de suas mãos e
solas dos seus pés,
mas, pela sua magnitude.

Bahia, tu que tivestes teu ventre rompido
de uma inesperada gestação
até o Brasil parido
em meio a tanta dor e bravura
tu, Bahia, era mãe zelosa
cuidou de cada filho
dessa fecundação desastrosa.

Bahia, que teve teu ventre estuprado
criou o Brasil
bem amado.
Mesmo sem pai amoroso,
tu Brasil és filho primogênito
dessa baía de todos os santos, encantos e axé
protegido por todas as religiões, cantos e encantos
por conta da tua mãe, que deu a vida por ti.

Teus filhos de agora,
ó Bahia,
são mal estereotipados
tidos como preguiçosos
em meio a tanto trabalho.
Nos tornamos escravos da falsa imagem
que fazem de nós,
filhos da atualidade,
somos filhos da ambiguidade.

Aqui, neste solo fértil
onde tudo que planta dá
destes teu filho único
para a boa vida criar.
Brasil, cresceu e
esqueceu quem o originou...
esnoba teu passado, esconde seu verdadeiro amor,
mas, não tem como negar as origens
apesar do tamanho
carrega tua forma de coração,
ao menos, carrega tua emoção.

Sede tu, ó Bahia, a mãe abandonada
pelo filho ingrato
Brasil,
de pai desalmado
nunca fostes um filho desamparado
pela mãe gentil,
Bahia
mãe da pátria amada BRASIL.

Pat Lins - poema pela minha Bahia

ENJOANDO E CUIDANDO

MÃES NA PRÁTICA: ENJOANDO E CUIDANDO: "Oi, amigas! Estou meio ausente por conta da gravidez e os enjôos. Desta vez está até mais branda, graças a Deus. Na de Peu, meu Pai, não fic..."

quinta-feira, 7 de abril de 2011

QUISERA EU TER AUDIÇÃO SELETIVA...OU, SER UMA PESSOA SERENA E SÁBIA.


Quisera eu ter audição seletiva. Escutar apenas o que de bom sai da boca das pessoas. Tanta bobagem somos obrigados a escutar. Eu, grávida, escuto cada asneira. Não, não que seja asneira o que escutei, mas, ao se tratar de alguém grávida, falaf de morte no parto não é algo lá muito agradável...

As pessoas andam tão amarguradas que se sentem na obrigação de passar amargura para todos ao redor. Não compreendo a razão pela qual as pessoas optam por seguir o pior caminho, como se não tivessem a opção de escolher, mesmo em meio a tanta turbulência, fazer algo de bom. Ou, falar algo de bom. 

Peço a Deus paz e proteção para todos aqueles que têm a verdadeira vontade de ser e seguir o bem. Peço ao Pai paz e amor ao coração daqueles que nunca se permitiram aprender a seguir um caminho melhor. Peço a Ele, ainda, que me capacite a lidar com essas pessoas tão desagradáveis - que não deixo passar barato, mas, que não queria nem me incomodar. 

Preciso melhorar muita coisa em mim, para não dar ouvido ao que sai de ruim da boca das pessoas, pois estarei repleta de generosidade e compaixão e não cairei no lugar comum de julgar e condenar aos que me julgam e condenam. Infelizmente, não sou evoluída. Quero crescer muito como pessoa e ei de alcançar patamares cada vez mais altos de amor e respeito às diferenças, que tanto prego e me pego desrespeitando, ao não saber aceitar que essas pessoas são assim e que eu tenho que mudar a mim, não aos outros.

Deus, está em suas generosas e sábias mãos!

Escuto agora a voz do sono e vou me deitar. Ao menos, desabafei e consegui ver que bobagem nada mais é do que bobagem e que de nossas bocas sai aquilo que estamos cheios. 

Quero escutar casa vez mais os sons da virada! Sorte a minha ter gente que me enche de coisas boas. Pena essas pessoas não terem alguém - ou "alguéns" - como eu tenho, que nos ajudam a subir. É disso que a gente precisa, gente que ajude, não que destrua. Preciamos nos encher mais de amor. Por isso, como ainda tenho muito que aprender, mantenho minha velha e básica distância saudável. Não resolve, mas, ajuda a, pelo menos, conseguir ter tempo para recuperar o fôlego, oxigenar o cérebro e me recolocar no caminho para a felicidade. Só a gente pode optar por onde ir.  Caminhemos melhor a cada dia!

Pat Lins.

PELA PAZ NO PLANETA


Precisamos aumentar a crença na oração. Pedir a Deus que o bem seja mais forte. Precisamos acreditar que é possível melhorar. Não nos desanimemos, reajamos com fé na boa mudança. Peço a Deus que toque o coração de cada ser humano. Que a paz esteja em cada canto. Precisamos de luz para iluminar essa treva que nos colocamos. Nossos pensamentos precisam ser elevados aos céus. Cada um de nós precisa não só elevar os pensamentos como melhorar nossas atitudes. Só assim o bem e as virtudes voltam a ocupar seu lugar. Lutemos com amor no coração.

A loucura dos tempos atuais é total falta de amor, de humanismo. Resgatemos ou reavivemos as virtudes universais, aquelas que são as virtudes divinas, que todos sabemos e fazemos questão de não fazer por medo de ser piegas. Deixamos de fazer tanta coisa boa por medo de julgamento alheio e agora, temos medo das consequências de atos banais. Precisamos nos voltar mais para nós mesmos! 

Precisamos alimentar o bem com o bem! 

VAMOS DEIXAR UM MUNDO MELHOR PARA NOSSOS FILHOS E FILHOS MELHORES NESSE MUNDO, urgentemente!

Pelo bem no planeta e no coração de cada ser humano! Paz para cada um de nós!

Pat Lins.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails