sexta-feira, 5 de maio de 2017

Sobre caminhos, tempo e direções

Imagem: http://bit.ly/2qKkM9C

A vida, para mim, sempre foi uma espécie de laboratório. Explorá-la, conhecer, viver aquilo que me instiga, dá água na boca. Não, não sou a exploradora radical, que bota mochila nas costas e vai ali, do outro lado do mundo. Admiro quem nasceu com esse dom, mas não é beemm esse tipo de exploração que me atrai.

Gosto de explorar o óbvio. Olhar nos olhos dele para acreditar que ele é real, tá aqui na frente e a gente não vê.

Sou exploradora do Universo. Mergulho em mim e vejo uma gama infinita de tantas eus, nesse universo Eu Sou.

Caminho, como aprendiz seguindo o Mestre, que nos ensinou onde mora essa tal liberdade: num tum tum tum cadenciado, ritmado, num tempo perfeito e exato, tão preciso que precisamos parar para sentí-lo e segui-lo. O Tempo nos mostra o rumo, a direção, o primeiro passo abre o caminho e ele se faz, passo a passo.

O caminho não é um lugar, ou uma única direção, nem precisa ser num único tempo, mas No Tempo. O caminho é apenas um instante, o aqui e agora, nada mais. Ir e voltar são rumos e direções no tempo das ações.

Sigamos.

Nenhuma mudança é indolor. Nenhum caminho é fechado ou estanque, nem um rumo final. Aliás, fim é apenas um desfecho, seja num lugar, de um ciclo, de um tempo...

Sigamos, sempre para dentro, interagindo com o para fora.

Sejamos, nós, a construção do verdadeiro caminho.

https://youtu.be/fBjGZruBqMY

Pat Lins.


Primeiros passos

Imagem: http://bit.ly/2piYD0R

Retomando o blog. Um passo de cada vez.

Depois que nasci mãe, minha vida não ganhou mais brilho e sentido porque seria responsável por um lindo serzinho... ganhou brilho e sentido porque tive que ser ainda mais responsável por mim, enquanto um Ser ético, correto e, no mínimo, coerente.

Desafio? Pelo menos um por dia.

Agora, mais um, que encaramos com foco, fé e determinação: mudar.

Mudar de casa, de escola, de escolhas... mudar de cidade, mudar de Vida - resgatar a Vida e seu verdadeiro sentido. Faz sentido para você?

E estamos indo, rumo ao novo, desbravando, simplificando.

Estamos indo, deixando o excesso de bagagens, de peso, de tudo que seja contrário ao bem. Estamos indo, em busca, resgatando e permitindo viver uma realidade que já desacreditava. Conheci um lugar inacreditável, possível porque Rudolph Steiner concebeu a Pedagogia Waldorf.

Enquanto o mundo todo se fecha para caber numa lata gigante, eu me abro para caber num céu aberto, num solo fértil, na grama natural e limpa, no ar respirável.

A partir de agora, o Mães na Prática volta como o diário de uma mãe de volta à vida.

Mudando. Mudança. Novo. Nova consciência. Abertura. Seguindo o fluxo da Vida. Viva! Eu vivo!

Saudações materiais,

Pat Lins


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails