sexta-feira, 5 de maio de 2017

Sobre caminhos, tempo e direções

Imagem: http://bit.ly/2qKkM9C

A vida, para mim, sempre foi uma espécie de laboratório. Explorá-la, conhecer, viver aquilo que me instiga, dá água na boca. Não, não sou a exploradora radical, que bota mochila nas costas e vai ali, do outro lado do mundo. Admiro quem nasceu com esse dom, mas não é beemm esse tipo de exploração que me atrai.

Gosto de explorar o óbvio. Olhar nos olhos dele para acreditar que ele é real, tá aqui na frente e a gente não vê.

Sou exploradora do Universo. Mergulho em mim e vejo uma gama infinita de tantas eus, nesse universo Eu Sou.

Caminho, como aprendiz seguindo o Mestre, que nos ensinou onde mora essa tal liberdade: num tum tum tum cadenciado, ritmado, num tempo perfeito e exato, tão preciso que precisamos parar para sentí-lo e segui-lo. O Tempo nos mostra o rumo, a direção, o primeiro passo abre o caminho e ele se faz, passo a passo.

O caminho não é um lugar, ou uma única direção, nem precisa ser num único tempo, mas No Tempo. O caminho é apenas um instante, o aqui e agora, nada mais. Ir e voltar são rumos e direções no tempo das ações.

Sigamos.

Nenhuma mudança é indolor. Nenhum caminho é fechado ou estanque, nem um rumo final. Aliás, fim é apenas um desfecho, seja num lugar, de um ciclo, de um tempo...

Sigamos, sempre para dentro, interagindo com o para fora.

Sejamos, nós, a construção do verdadeiro caminho.

https://youtu.be/fBjGZruBqMY

Pat Lins.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário/participação. Obrigada, pela visita! Volte sempre!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails